quarta-feira, maio 02, 2007

A pedido da minha querida amiga Mirian vou falar sobre este maravilhos livro. Mirian, este livro é maravilhoso, quando o li chorei muito... é emocionante! Nossa, nunca imaginei tanto sofrimento... Eu fui apresentada à este livro por uma médica que ao saber do meu fascinio pela China me emprestou o livro para ler. Aí quis tê-lo pra mim! Comprei um e já o li novamente!
Amiga, não sei como - mas se quiser lê-lo posso tentar arrumar na internet pra você (e-book)!!!! Ou escaneá-lo aos poucos para você! Vale à pena!!!!! SINOPSE
Entre 1989 e 1997, a jornalista Xinran entrevistou mulheres de diferentes idades e condições sociais, a fim de compreender a condição feminina na China moderna. Seu programa de rádio, Palavras na brisa noturna, discutia questões sobre as quais poucos ousavam falar, como vida íntima, violência familiar, opressão e homossexualismo. De forma cautelosa e paciente, Xinran colheu inúmeros relatos de mulheres em que predomina a memória da humilhação e do abandono: estupros, casamentos forçados, desilusões amorosas, miséria e preconceito. São histórias como as de Hongxue, que descobriu o afeto ao ser acariciada não por mãos humanas, mas pelas patas de uma mosca: de Hua'er, violentada em nome da "reeducação" promovida pela Revolução Cultural: da catadora de lixo que impôs a si mesma um ostracismo voluntário para não envergonhar o filho, um político bem-sucedido: ou ainda a de uma menina que perdeu a razão em conseqüência de uma humilhação intensa. Quando Xinran começou suas entrevistas, o peso de tradições antigas e as décadas de totalitarismo político e repressão sexual tornavam muito difícil o acesso à intimidade da mulher chinesa. Desde 1949, a mídia chinesa funcionava como porta-voz do regime comunista. Rádio, televisão e jornais estatais eram a única fonte de informação, e a comunicação com pessoas no exterior era rara.

4 comentários:

Mirian disse...

Oi Aninha! Obrigada!
Scannear dá muito trabalho!Vou procurar na Net.
Os do Paulo Coelho tbm li,não todos,mas eu adorei as histórias!
Seu blog tá lindo!Adorei o scrool na mensagem,não sabia que dava pra fazer isso!
Sabe ,fiz o blog de crochê,mas a gente sempre acaba postando um pouco do lado pessoal e tem gente que não gosta ne?
São pontos de vista diferentes.Mas o blog é pra isso,pra gente expor nossos trabalhos,o que a gente gosta e que a gente sente.
Quem quiser só receitas de crochê que procure pela net,afinal a net tem de tudo ,não é mesmo?
Mas os maus comentários vão continuar, e a gente se sente muito mal com essas pequenas coisas .E o mundo sempre pedindo
Paz.E o mundo pedindo socorro pelo aquecimento global.E vivemos nesse mundo com violência,com pessoas que ainda não se conscientizaram que o mal começa pelo comportamento humano.
Bjos!
Obrigada!

Mirian disse...

Ah.. o Kanji do livro significa Mulher. Bjos

Helena disse...

Oie Ana

boa noite

vim te visitar

vc mudou o templante de seu blog?
ta bonito!!!!!!!

um abraçao pra vc

to por ai passeando de blog em blog

Rôh disse...

Aninha, amei o seu blog.
Todos os trabalhos são lindos e
muito inspiradores.
Beijos e fique com Deus.